Thursday, April 17, 2008

TER O PÁSSARO NA MÃO....

Pois, eu também lá estive, mas..... Como foi possível aquela segunda parte. Domingo à noite há mais....infelizmente.

P.S: Para não ter de escrever muito, volto a dizer que existem lugares cativos no Benfica e ninguém quer ver isso!

P.S 2: Foi uma derrota esperada, mas ao intervalo não esperava nada disto.

1 comment:

Coluna D'Águias Gloriosas said...

Certas situações no Benfica são um escandalo e ninguém quer ver isso. Exsiste uma protecção incrivel por certos jogadores: Nuno Gomes é o exemplo mais flagrante, mas há mais. Petit é outro que não pode deixar de jogar, por incrivel que pareça.

Outro que tal é Nelson que se queixa que é mal pago: 15.000,00 € / mês FDS. Eu não ganho essa merda num ano. Vão todos para o caralho e joguem mas é à bola....

Enquanto o proteccionismo existir no Benfica e não o profissionalismo, estamos fodidos.... Aquele balneário deve estar lindo, dev, deve.... E Makukula nem sequer é convocado??? Poder não ser jogador para entrar de caras no onze, mas é um jogador a ter em conta e que faz mossa a qualquer defesa. Mais um para queimar...

16 de Abril de 2008 9:51

Este foi o teu comentário no Coluna na quarta de manhã, quando li isto lembro-me de pensar, tém toda a razão, penso exactamente o mesmo mas espero que hoje ainda dê pra disfarçar e tenhamos sorte...

Com Binya em campo não tinha havido aquela segunda parte em que a lagartada ficou louca e eufórica com a ajuda e o empurrão de Jorge Sousa

Mas há mais caro consócio

Se vires os golos gostava que visses o posicionamento e a atitude de luisão em todos os golos

uma vergonha o que luisão fez

é outro, tal como Petit e Nuno Gomes que têm que saltar dali o quanto antes

Rui Águas, Chalana e Shéu devem ir todos pró Seixal

Eu adoro o Shéu mas já não posso ver ali o homem com aquela passividade e figura tristonha e medrosa de sempre

vê o banco do sporting e do porto

vê a atitude guerreira, a união, a garra

e no Benfica? aquilo tém que mudar tudo ali

Saudações Gloriosas

o Benfica parou no tempo